Início » Literatura » História do Olho

História do Olho

28 novembro 2011

 

 

 

Publicado em 1928, o texto de estreia de Georges Bataille (1897-1962) inscreve-se definitivamente na história literária do século XX. Num registro surrealista dissidente do célebre grupo francês, a novela acompanha as descobertas, feitos e extravagâncias sexuais do narrador e de sua amiga Simone, dois jovens que vivem magicamente à margem da censura adulta, percorrendo um cenário de sonhos. O livro faz da história libertina um veículo de revelações profundas sobre o corpo, a vida e a morte. Sua dimensão libertária, inconformista e inovadora justifica uma longa linhagem de admiradores e discípulos que inclui Roland Barthes, Maurice Blanchot, Yukio Mishima, Raymond Queneau e Michel Foucault.

Erotismo e Surrealismo
Eu sou um cara que compra livros pela capa, e sendo um pornografo assumido, comprei a história do olho por duas razões, uma – o belo cu na capa; dois – a editora cosacnaify que produz belos livros de arte com uma qualidade gráfica impecável e de muito bom gosto.
Comprei o livro sem recomendação alguma, apenas a curiosidade e essa empatia imediata pela capa. Por se tratar de uma história incrivelmente curta, e eu gosto disso, o livro possui varios acrescimos para encorpar a obra que é muito bom. Devo começar a elogiar a publicação desde o prefácio que ambienta sem revelar a obra que você lerá em seguida, e sem esse prefácio, talvez eu questionasse ou me irritasse com a ausência de lógica mundana que existe no livro. Então eu entendi esse elemento surreal. Li o livro com o mesmo prazer e fluidez que leria algo escrito por mim mesmo. Não que me identifique com as perversões alí contidas, mas a forma do texto é muito agradável. Recomendo a todos que tenham interesse. Não vou fazer ressalvas, pois acho que a capa ja diz a que veio. Se você é o tipo de pessoa que se ofende com a imagem contida nela, este livro não é pra você, mas se a capa te atraiu, assim como eu, divirta-se com todo o erotismo de História do olho.

Páginas: 136;
Dimensões: 210 x 138 x 13 mm;
Peso: 0.280 kg;

Preço: R$59,00 (eu paguei metade, porque tive a sorte de comprar no dia em que todo o site estava com 50% de desconto, talvez não o tivesse comprado se não fosse nessas circunstâncias.)

 

Literatura

2 Comments to “História do Olho”

  1. Erotismo e Surrealismo
    Eu sou um cara que compra livros pela capa, e sendo um pornografo assumido, comprei a história do olho por duas razões, uma – o belo cu na capa; dois – a editora cosacnaify que produz belos livros de arte com uma qualidade gráfica impecável e de muito bom gosto.
    Comprei o livro sem recomendação alguma, apenas a curiosidade e essa empatia imediata pela capa. Por se tratar de uma história incrivelmente curta, e eu gosto disso, o livro possui varios acrescimos para encorpar a obra que é muito bom. Devo começar a elogiar a publicação desde o prefácio que ambienta sem revelar a obra que você lerá em seguida, e sem esse prefácio, talvez eu questionasse ou me irritasse com a ausência de lógica mundana que existe no livro. Então eu entendi esse elemento surreal. Li o livro com o mesmo prazer e fluidez que leria algo escrito por mim mesmo. Não que me identifique com as perversões alí contidas, mas a forma do texto é muito agradável. Recomendo a todos que tenham interesse. Não vou fazer ressalvas, pois acho que a capa ja diz a que veio. Se você é o tipo de pessoa que se ofende com a imagem contida nela, este livro não é pra você, mas se a capa te atraiu, assim como eu, divirta-se com todo o erotismo de História do olho.

    +1

  2. Realmente, com uma capa dessa, até mesmo eu ficaria intrigado em lê-lo (e agora estou), mas 59 reais, sendo ainda este a metade do valor, esta caro…

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)