Início » Súcubo » “SÚCUBO” Capítulo 16 – FINAL

“SÚCUBO” Capítulo 16 – FINAL

Não sabia quanto tempo estava ali no inferno. Não havia dias e noites para se guiar, nem estrelas no céu. Tudo era escuro e nebuloso. Marcos sabia que não se tratava de um sonho há muito tempo. Suas dores eram reais e seu corpo doía até quase fazê-lo perder a consciência, mas nunca desmaiou. Sabia que estava morto, não havia outra explicação. Mas também sabia que o inferno não seria sua eterna morada. Sabia que se fugisse de Vervelra poderia chegar até aquela luz no topo do paredão. Vervelra era uma súcubo e como já tinha percebido, sumia várias vezes e retornava rapidamente. E quando retornava surrava-o apenas pelo prazer de surrá-lo, e depois transavam. As correntes não o prendiam mais. A única coisa que o mantinha naquele lugar era aquele demônio. Esperaria ela sumir. Sempre sumia. Acreditava que quando ela sumia ia para o mundo dos vivos e se deitava com outros homens para roubar energia. Energia que gastava com ele. Seviciando-o de todas as formas. Ele seria mais rápido desta vez. Não desistiria. Correria como nunca correu em toda sua vida. Não teria medo de novo ao ouvir sua voz e lutaria com ela quando se aproximasse. Ele fugiria. Conseguiria dessa vez. E esperou.

Quando Vervelra se distanciou o bastante a ponto de não ser mais vista, ele correu. E correu com vontade. Ele “voava” e quando seus pés posavam o chão eram leves e rápidos. A distância era grande. E ele calculou o tempo. Contava o tempo que levava para chegar ao paredão. A distância era grande. Desesperava-se com a contagem que nunca acabava. Passaram-se 10, 20, 30, 40 minutos, mas convencia-se a não desanimar com isso. Ao chegar no paredão estava sem fôlego. Recuperou-o, somando 58 minutos. Quis chorar quando viu a altura do paredão. Mas respirou fundo e cravou os dedos na pedra. Subiria sem parar. Contaria o tempo também. A subida era difícil, mas não desistiria. Estava animado, acreditava que dessa vez seria por todas. Não precisarei fazer isso de novo.Vou conseguir, não precisarei passar por isso nunca mais. É só esta vez. Preciso ser rápido. Ela não vai demorar voltar e quando voltar vai perceber que fugi e saberá para onde vim. Não sei quanto tempo ela levará para chegar aqui, mas voando com certeza é mais rápida que eu correndo, mesmo com toda a minha força.

Marcos conta o tempo e chega à marca dos 30 minutos na metade do paredão, ou ao menos acreditava que fosse a metade. Não olhava para baixo, apenas para cima. Seus braços e pernas tremiam, mas ele não desistiria. Sairia daquele lugar. Ganharia os céus e Deus o receberia como um bom homem. Marcos esticou a mão e sentiu o calor em sua palma. Estava chegando ao topo. Então sentiu o vento abaixo dele e não teve mais tempo. Era Vervelra que o pegava pelas costas agarrando seus braços impedindo que continuasse a subir. Então a luz o abandonou e tudo foi ficando cada vez mais escuro. Ele fechou os olhos e chorou.

Súcubo

8 Comments to ““SÚCUBO” Capítulo 16 – FINAL”

  1. Muito boa a história! Gostei mesmo. Bem escrita. Os acontecimentos finais foram bacanas e encaixaram bem no contexto todo. Só fica a curiosidade: por que Lucas matava a sangue frio? qual era o passado dele? Por que Vervelra nunca conseguia sugar energia de Marcos? Será que outras súcubus conseguiam? e por aí vai.

    Você tem planos de continuar escrevendo essa história ou esse é o fim mesmo?

    E cara, quanto Spam tem nos comentários do seu blog! Pouquíssimos comentários são de gente que leu seu texto.

    Por fim, deixo o convite pra você passar no meu blog o Expressionando (http://expressionando.wordpress.com) e ler algumas das minhas histórias e deixar a sua opinião sobre eles. O último que escrevi é sobre uma equipe de investigação do sobrenatural.

    Bom, fica aí o convite e parabéns pela história.

    PS.: Os desenhos são uma atração a parte que enriquecem a história, facilitando a criação do ambiente e dos personagens. Muito bom!

  2. Primeiro de tudo, obrigado por ler e gostar da história. sim, existem perguntas que não serão respondidas, pois não pretendo continuar essa história. talvez algum dia eu volte a trabalhar nela, para melhorá-la, mas por hora não.
    Sim, muito spam, estyou tentando me livrar deles, mas todos os que ja estão aqui, eu mesmo aceitei, de otário que sou!
    Vou no seu site sim, Logo, log você verá meu nome lá!
    E quanto as ilustras, Valeu mesmo!

  3. muito bom o conto, embora minha pessoa não goste de coisas heteras, vc conceguiu me impressionar, adorei o final.

  4. Isso me deixa muito feliz! Valeu mesmo, espero que volte sempre, pois pretendo escrever coisas novas. Dificilmente serão coisas homo, mas garanto que existirão coisas para suprir isso! Valeu mais uma vez!

  5. Sensacional sua história, gostei muito mesmo.E as ilustrações?Tambem são muito boas

  6. Muito obrigado, Juliana. Fico muito feliz de saber que gostou!

  7. muito bom. me prendi lendo

  8. Fico muito feliz de saber isso!

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)