Início » Súcubo » “SÚCUBO” Capítulo 2

“SÚCUBO” Capítulo 2

22 fevereiro 2011

Na zona nobre da cidade, Alberto visita a casa de seu amigo Celso. Um verdadeiro palacete com três andares, colunas que remetiam à arquitetura clássica grega.

– E então, notícias da Catharina? – pergunta Alberto.

– Tenho sim, você não sabe? Tem reunião hoje.

– Não sabia. E por quê?

– Sabe do Volnier, não sabe?

– Sim, disso eu sei. Por isso estou surpreso. Só tem quatro dias que ele morreu e a Catharina organiza uma reunião?

– É, a garota tá meio transtornada ainda. Falei que não era uma boa idéia, mas já repensei a respeito.

– Mesmo, e por que?

– Você sabe como ela é. Sempre viveu à sombra do tio. Acho que quer fazer o ritual pra entrar em contato com ele. Não é uma idéia ruim, afinal seria uma ótima oportunidade, não acha?

– Falar com nosso finado sacerdote depois de morto? É, parece interessante. O que nunca entendi foi essa ligação toda com o tio. Ela não tem família?

– Nossa, tô vendo que você é desinformado mesmo! O pai dela, irmão do Volnier, era borracheiro. Tinha seu próprio negócio em uma cidade do interior do estado, não me lembro o nome agora. Há muito tempo que os negócios iam mal e então faliu, o coitado. A mãe dela já tinha ficado louca muito antes disso e agora está internada no Santa Lúcia, conhece?

– Conheço, claro!

– Pois bem, o pai dela depois que faliu e com a mulher louca não teve mais forças pra continuar e cometeu suicídio. Um pobre coitado, isso sim! Volnier, sendo o único parente mais próximo e com melhores condições financeiras, ficou com a guarda da menina.

– Nossa, mas Volnier sempre teve muito dinheiro, por que não ajudou o irmão?

– Ele ajudou, mas não foi o bastante. Sabe, quando os negócios iam mal, Volnier sempre dava um jeito. Mas o caso é que o homem não sabia administrar o negócio e quando menos esperava já estava atolado de novo. Ele sempre teve tendências suicidas, sabe? Ninguém em equilíbrio mental se mataria nas condições dele, pois o que precisasse o irmão o ajudaria. O homem já era perturbado. Mas isso já faz muito tempo. Catharina devia ter uns 12 anos na época. Ninguém sabia que o Volnier era como nós e nem tinha por que saberem, não é verdade? Ah é, nem me liguei, aceita uma bebida? – pergunta Celso a seu amigo enquanto se levanta do sofá de sua sala caminhando em direção ao bar.

– Aceito sim, tem um licorzinho daqueles que só você consegue?

– Tem um de pêssego que meu sobrinho trouxe no fim de semana. – Celso pega a garrafa e dois copos onde serve bebida.

– Ótimo! Mas eu realmente não sabia da reunião de hoje. Vamos invocar o Volnier então?

– A intenção é essa. Pegue!

– Obrigado! Hum, muito bom!

– É, eu também adorei!

– E que horas vai ser?

– Oito.

– Eu fico pensando na Catharina. Ela é exatamente o que você disse. Sempre a sombra do tio. Nunca questionou suas decisões, nunca reclamava, não que tivesse o que reclamar, mas… sempre muito subjugada, muito submissa. Se não fosse sua beleza com certeza sumiria no meio do grupo. Até mesmo os assuntos de suas conversas são tediosos. Uma mulher pouco interessante eu diria. – dá mais um gole de sua bebida.

– É, ela não costuma ser uma figura forte. Mas vai suceder o tio, não é verdade? Quem sabe agora no lugar de Volnier ela nos surpreenda?

– Acha mesmo? Eu acho que não vai durar muito como sacerdotisa. Logo, logo vão eleger alguém para substituí-la e aposto que ela não vai sequer fazer barulho.

– Vamos dar uma chance à menina.

– Claro, até peço desculpas por todo esse meu desdém, mas honestamente é o que penso.

– A menina não só vai suceder o tio no grupo como também na empresa. Única herdeira. Acredita?

– Incrível mesmo! Poderia me dar mais licor?

– Claro meu amigo!

Súcubo

5 Comments to ““SÚCUBO” Capítulo 2”

  1. Saudações! :)

    Bem interessante o rumo que essa história tá tomando! Aquele começo com a narração do sonho ficou muito foda.

    Btw, essas ilustrações são suas?

    Abraços,
    Alliah.

  2. Sim, são minhas. Na verdade, antes de ser escritor eu sou desenhista. Fico feliz que esteja curtindo o rumo da minha prosa. ela vai longe, acho que sexta-feira eu boto a 3ª parte. Valeu!

  3. Ola acabei de entrar em seu blog e achei o maximo, ja esta no meus favoritos.

  4. I truly appreciated Aijo – “SÚCUBO” Capítulo 2. Quantum healing is one of the friendliest alternative therapies.

  5. Oi amor estou aqui novamente te pedindo por favor me diga como termina ta.
    Passe um recado ta meu tele e (91)83804415
    beij

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)