Início » Súcubo » “SÚCUBO” Capítulo 6

“SÚCUBO” Capítulo 6

Andando pelo corredor de volta ao elevador, Catharina pergunta:

Então é ele? É aquele rapaz que você queria encontrar?

– Ele mesmo.

E o que tem de especial nele?

– Não é da sua conta.

Se pretende transar com ele usando meu corpo só é da minha conta.

– Você quer tomar no cu? Posso providenciar isso.

O que afinal você quer com ele?

– Eu diria se você fizesse por merecer, mas só tem sido uma insuportável. Felizmente choradeira nunca me comoveu antes, e não vai ser agora que vai começar!

Você é meio esquisita, para um demônio chega a ser “boazinha” demais.

– Acha que estou sendo boa com você?

Acho que poderia ser pior que isso!

– Está tentando me provocar garota? Sou um demônio, nenhuma malícia sua me surpreende. Esse joguinho que você quer começar é coisa de criança, acha mesmo que pode me provocar?

Acho que está blefando!


– Catharina, eu controlo seu corpo e mantenho sua mente aprisionada, o que mais eu precisaria fazer de pior? Torturar seu corpo e causar-lhe dor? Só a angústia de não ter controle de suas vontades já é castigo o bastante. Não preciso provar minha superioridade a você, se não consegue percebê-la só mostra que está perdendo, também, sua sanidade mental. O que não me surpreende. Não tente me provocar, Catharina. Não sou ingênua de por todo meu plano a perder por orgulho, muito embora seja uma virtude que muito aprecio, mas não se aplica aqui. Não tente jogar comigo, garota. Estou nesse mundo há muito tempo e sei como funciona a mente humana. Seus esforços de me provocar são ridículos. Aceite sua condição de voz na minha cabeça e aproveite. Isso não vai durar para sempre. Um dia terá seu corpo de volta e se for boazinha quem sabe terá a oportunidade de ir para o purgatório? Embora eu duvide, uma satanista como você nunca terá uma segunda chance. Está fadada a ir pro inferno, o que na verdade lhe é muito atraente. Não é mesmo? Mas agora estou curiosa, tentando me provocar o que esperava acontecer? Que eu perdesse o controle de você e conseguisse me expulsar? Isso aqui não é cinema, garota. Não sou uma personagem criada para torturar a mocinha e ser derrotada numa batalha final. E mesmo que assim fosse, quem disse que você é a mocinha? Você é ninguém, garota. E ninguém se preocupa com você. Só seu tio e este já se foi. Sinta-se feliz por estar sendo útil pelo menos uma vez em toda sua miserável existência.

Ela entra no elevador e a porta se fecha.

Súcubo

5 Comments to ““SÚCUBO” Capítulo 6”

  1. Muito bom, fiquei um tempo sem ler os outros capítulos, mas lendo-os agora de uma vez só tenho uma idéia do rumo da história, muito bem desenvolvida. Mal posso esperar para ver se estou correto ou não.

  2. Isso é muito bom, espero que você se surpreenda de uma forma positiva!

  3. E o que dizer quando isso acontece?  

  4. E tem o que dizer?

  5. Oi:), chamo-me Fernanda estudo Artes e gostei imenso do teu blogue! Muito linda muito bem!
    Adequa-se exactamente em tudo aquilo que aqui observei.Hoje sempre há muito que avaliar nos blogs!Nada nada mais gostoso do que por a nossa marca online!E por tudo isso deixei este comentário!
    Assim como tu também eu tenho um blogue embora tenha um tema muito diferente, escrevo sobre poker sem depósito!
    Beijinhos :)

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)